Formantes

Os formantes podem ser definidos como picos de energia em uma região do espectro sonoro. Desse modo, os parciais que se encontram nessa região de ressonância serão realçados.

Os formantes são um fator importante na caracterização do timbre de certos instrumentos. Enquanto o espectro de cada nota de um instrumento pode variar consideravelmente com a altura, as regiões dos formantes permanecem estáveis, seja qual for a frequência da nota. Portanto, os formantes funcionam como uma esp╚cie de assinatura de uma determinada fonte sonora.

A caixa de ressonância de instrumentos como o piano e a maioria dos instrumentos de corda possuem regiões de formantes específicas que modulam as vibrações geradas pelas cordas alterando assim o espectro do instrumento. A figura abaixo representa um instrumento de corda hipotético, onde o gráfico a) representa o espectro da corda que será modulado (multiplicado) pelo formante da caixa de ressonância do instrumento, representado no gráfico b). O espectro do som resultante desse intrumento está representado no gráfico c).


Os formantes são particularmente importantes na determinação da fala. De certo modo, a formação das vogais se dá praticamente pela alteração das regiões formânticas do aparelho fonador.

Frequências dos 2 primeiros Formantes (em Hz) para alguns instrumentos de sopro
Instrumento 1.o Formante 2.o Formante
Flauta 800 -
Oboe 1400 3000
Corno Ingl═s 930 2300
Clarinete 1500-1700 3700-4300
Fagote 440-500 1220-1280
Trompete 1200-1400 2500
Trombone 600-800 -
Tuba 200-400 -
Trompa 400-500 -



Envie comentários, correções e adições para Fernando Iazzetta indice




Atualizado em 20/01/2000