Videoentrevistas de Olivier Toni

George Olivier Toni, é Professor Doutor da ECA/USP, de música. Além de maestro e compositor. Foi Aluno de Martin Braunwieser, Hans Joachim Koellreutter e Camargo Guarnieri, e na Faculdade de Filosofia da USP foram seus mestres Florestan Fernandes, Cruz Costa, Gilles Gastón Granger e Otto Klineberg. Atuou como fagotista da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo (OSM). Importante articulador da atividade musical em São Paulo, é fundador da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal de São Paulo (atual Orquestra Experimental de Repertório), da Orquestra de Câmara da USP (OCAM), da Escola Municipal de Música de São Paulo e ainda, do Departamento de Música da ECA-USP, da qual foi professor desde 1970 e se aposentou como professor titular e emérito. É também o idealizador e diretor artístico do Festival de Música de Prados (desde 1977). Vários de seus alunos ocupam hoje lugar de destaque na música brasileira, tais como Régis Duprat, Gilberto Mendes, Willy Corrêa de Oliveira, Mário Ficarelli, Rodolfo Coelho de Souza, Fabio Mechetti, Eduardo G. Álvarez, André Mehmari, Florivaldo Menezes, Fábio Zanon, Paulo César Chagas, Silvio Ferraz, Rubens Ricciardi, Maurício Dottori, e Cláudio Cruz.

Fonte:

https://uspdigital.usp.br/tycho/CurriculoLattesMostrar?codpub=D7A0AA0DA9FD

 

Para mais informações acesse o Memorial de Olivier Toni.


Olivier Toni - A comissão

09 de Abril de 2014

"E no Diário Oficial estava a Portaria do Gama e Silva, organizando uma Comissão que deveria estruturar o Ensino das Artes no Estado de São Paulo. Muito bonito. Uma semana depois recebo uma carta, me convidando para participar da reunião, veja o único músico"

Olivier Toni - Desvalorização da Música

09 de Abril de 2014

"O departamento de música, é um lugar onde vem terminar os estudos da música, se é que tem fim o estudo da música, porque não tem fim, mas é um lugar onde vem turbinar o seu trabalho"

Olivier Toni - ECA

09 de Abril de 2014

"A ECA ela é uma mistura de coisa, mas os artistas são misturados, o artista não tem uma cor preferida. Ele vive entre as cores. O artista tem que gostar de todas as cores e têm que admitir que a ausência da cor, também é cor. Esse é um grande problema. Um problema meu. Admitir que a ausência do som é também som. Não é?"

Olivier Toni - Lembranças

09 de Abril de 2014

"Tenho muitas boas lembranças da eca, muitas boas lembranças de grandes amigos, professores e alunos que eu tive aqui sem dúvida nenhuma. Mas eu tenho, por exemplo, uma boa lembrança do Professor Ferri, o que o Professor Ferri ajudou a música, não dá para falar"

Olivier Toni - O começo

09 de Abril de 2014

"Todas as minhas iniciativas têm um pouco de folclore, porque elas acontecem abruptamente e quando vejo que é uma coisa que têm importância eu seguro, quando não têm importância eu deixo sair. Mas, algumas coisas que tiveram importância na minha vida, e eu percebia que a chave para resolver alguns problemas da música e da cultura estavam muito próximos de mim, então eu segurei a chave"

Olivier Toni - Orquestra e vestibular

09 de Abril de 2014

"Saíram às três artes: música, artes plásticas e teatro. Eu dei a primeira aula de música, agora vem mais folclore na Universidade de São Paulo, nesse momento assumiu a Escola de Comunicações e Artes, me deixa dizer, q demorou três meses para se discutir, eu não estava na história, mas estava achando graça"