Videoentrevistas de Jose Marques de Melo

José Marques de Melo, é jornalista, professor universitário, pesquisador científico e consultor acadêmico. Obteve os títulos de Bacharel em Jornalismo (Universidade Católica de Pernambuco, 1964), Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais (Universidade Federal de Pernambuco, 1965) e Pós-Graduado em Ciências da Informação Coletiva (Centro Internacional de Estudos Superiores de Comunicação para a América Latina, Quito, Equador, 1966). Iniciou a carreira acadêmica em 1966 como Assistente do Professor Luiz Beltrão, no Instituto de Ciências da Informação da Universidade Católica de Pernambuco (Recife), transferindo-se logo em seguida para São Paulo. Nessa ocasião, foi convidado por Octávio da Costa Eduardo para trabalhar como Diretor de Pesquisas do INESE - Instituto de Estudos Sociais e Econômicos, onde começou a ganhar reputação como pesquisador comunicacional. Fundou, em 1967, o Centro de Pesquisas da Comunicação Social, mantido pela Faculdade de Jornalismo Cásper Líbero, então vinculada à Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.Docente-fundador da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), ali obteve os títulos de Doutor em Ciências da Comunicação, Livre-Docente, Professor-Adjunto e Professor Catedrático de Jornalismo. Foi o responsável pela implantação do Departamento de Jornalismo e Editoração, unidade que dirigiu durante vários anos, atividade somente interrompida durante o regime militar, quando esteve impedido de exercer a docência em universidades públicas brasileiras. Anistiado em 1979, reassumiu sua cátedra na USP, exercendo-a em regime de dedicação exclusiva ao ensino e à pesquisa. Durante a gestão do Reitor José Goldemberg, foi escolhido pela comunidade acadêmica e por ele nomeado em 1989 para exercer o cargo de Diretor da ECA-USP, mandato cumprido até 1993, findo ao qual decidiu aposentar-se voluntariamente da instituição. Primeiro Doutor em Jornalismo titulado por universidade brasileira (1973) foi agraciado com bolsa de pós-doutorado da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de S. Paulo) para realizar estudos avançados de comunicação nos Estados Unidos, A convite do Reitor Carlos Vogt, co-fundou o Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo da UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas (1994), Dirigiu a Faculdade de Ciências da Comunicação da UMESP - Universidade Metodista de São Paulo, no triênio 1997/2000, quando realizou ampla reforma pedagógica, sintonizada com as novas diretrizes curriculares do Ministério da Educação.

Fonte:

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?metodo=apresentar&id=K4781867A6

http://www.portaldosjornalistas.com.br/perfil.aspx?id=161

http://www.marquesdemelo.pro.br/perfil.htm

 

Para mais informações acesse o Memorial de Jose Marques de Melo.


Jose Marques de Melo - Parte 1

11 de Fevereiro de 2014

"Iniciamos aqui a Escola de modo um pouco improvisado, porque não havia espaço pra ECA. Emprestaram algumas salas da reitoria velha e nós começamos as aulas lá num auditório que era chamado “aquário”, por quê? Porque o seguinte, era o antigo almoxarifado da USP, improvisaram, era cheio de vidros, tinha vidro de um lado, vidro do outro e os alunos ficavam como se estivessem num aquário, um Big Brother, todo mundo olhando o que acontecia. Aliás, os alunos da ECA sempre foram muito irônicos"

Jose Marques de Melo - Parte 2

11 de Fevereiro de 2014

"A primeira foi em 69, a segunda foi em 70, em 70 os alunos resolveram então propor o tema censura e liberdade de imprensa. O governo militar havia decretado a censura de livros e nós queríamos discutir isso"

José Marques de Melo - Parte 3

10 de Fevereiro de 2014

"Vivi intensamente os anos que trabalhei aqui na USP, foram anos em que eu me dediquei à universidade, fui professor de tempo integral, de dedicação exclusiva, cumpri meu tempo dedicado à pesquisa e seu pudesse destacar alguma coisa eu diria o seguinte, que os primeiros anos foram muito marcantes pois havia não só uma grande camaradagem entre os professores, não havia muita competição, havia um clima de cooperação"