Você está aqui

Inventário da Cena Paulistana

O Inventário da Cena Paulistana é um projeto de pesquisa que tem como objetivo oferecer informações e documentação relativas aos antigos espaços teatrais paulistanos, entre 1763 e 1930. A partir desse levantamento, criamos "biografias" para cada um deles.
Também nos interessou descobrir quais resistiram ao desabalado crescimento da cidade e permanecem como testemunhos de uma história sobre a qual ainda há muito a ser estudado.
Acesse o site

Bibliografia Crítica do Teatro Brasileiro (versão 2014)

APRESENTAÇÃO

Esta bibliografia teve uma primeira versão em 2010, feita pelos membros do GT Teatro Brasileiro, da ABRACE, sob a coordenação de João Roberto Faria. O trabalho de secretariado foi feito por Christina Barros Riego, em São Paulo, Marta Metzler e Fabiana Fontana, no Rio de Janeiro. Colaboraram as seguintes pessoas: Adilson Florentino, Adriano de Assis Ferreira, Ana Bevilaqua, Angélica Ricci, Christine Junqueira, Diego Molina, Elen de Medeiros, Elizabeth Ribeiro Azevedo, Fabiana Fontana, Gabriela Maria Lisboa Pinheiro, Giuliana Simões, Joana Ribeiro Tavares, Larissa de Oliveira Neves, Luís Francisco Wasilewski, Maira Mariano, Márcio Freitas, Maria Assunção, Nanci de Freitas, Pedro Paulo Ramos, Samuel Swertz Cruz e Tania Brandão.

A versão que apresentamos agora foi coordenada por Elizabeth Ribeiro Azevedo, João Roberto Faria e Larissa de Oliveira Neves, tendo como colaboradores André Carrico, André Sun, Bianca de Cássia Almeida, Carolina Martins Delduque, Mariana Souto Mayor, Moira Junqueira, Nadia Saito, Raymundo Castillo Moscarella, Renata Cardoso, Simone Mello Zaidan e Tainã Filipe Araújo.

Esta bibliografia crítica pretende ser uma fonte de pesquisa para estudantes e pesquisadores ligados aos cursos de Artes Cênicas, Letras, História e Ciências Sociais. Trata-se de um trabalho – sempre em processo - de levantamento da bibliografia crítica que se encontra em livros, revistas, anais de congressos, dissertações de mestrado e teses de doutorado. Inevitavelmente sempre haverá lacunas a preencher, pois um trabalho dessa natureza requer constante atualização, o que significa que o leitor destas linhas também pode ser um colaborador, enviando-nos dados bibliográficos – de sua própria autoria ou de outrem - que serão incorporados ao que já está feito, e apontando eventuais incorreções. Esclarecemos que o propósito de fazer um pequeno resumo dos livros, teses e dissertações, bem como colocar palavras-chave para capítulos de livros e artigos não foi completamente atingido, pois é tarefa que se faz aos poucos. Deixamos aqui nossos emails para contato e colaborações: bctb@usp.br

Para fazer a consulta aos dados, basta consultar a base de dados do projeto: http://www2.eca.usp.br/bctb

As Tramas do Café com Leite: indumentária de paulistas e mineiros (1890-1930)

O projeto estuda a indumentária nestes dois estados no período da Primeira República, conhecido como Política do Café com Leite, já que Minas Gerais (leite) e São Paulo (café) alternavam o poder político entre si. Se um presidente era paulista, o próximo seria mineiro, e assim por diante. Era o poderio das elites dos dois estados garantindo espaços na administração do Brasil.

O projeto investiga o que a indumentária representou neste período e como suas representações eram feitas.

A divisão da pesquisa foi feita nestes segmentos: traje civil (das atividades sociais); traje de cena (ou indumentária das artes cênicas: circo, dança, teatro e ópera); trajes dos folguedos (eventos folclóricos ou das festas populares cristãs, afro-brasileiras e ibéricas); roupa interior ou íntima; traje profissional (a roupa do trabalho); traje regional (característico de uma região).

https://tramasdocafecomleite.wordpress.com